SBT - Sistema Brasileiro de Televisão SBT Ao Vivo
  • Home
  • Programa
  • Participantes
  • Fique Por Dentro
  • Vídeos
  • Receitas
  • Inscrições

Saiba tudo sobre a terceira temporada de BBQ Brasil – Churrasco na Brasa

Por: Redação Data de Publicação 12/09/2018

Com novidades, SBT estreia nova temporada do reality show BBQ Brasil – Churrasco na Brasa

Neste sábado, 15 de setembro, a partir das 18h15, estreia a terceira temporada do reality show BBQ Brasil – Churrasco na Brasa, uma competição de churrasqueiros. A atração é uma versão brasileira do formato inglês “BBQ – Champ”, exibido no canal ITV. 

O reality show foi todo gravado em uma estrutura montada sobre uma piscina, no CDT Anhanguera e, desta vez, totalmente produzido pelo SBT, já que garantiu os direitos da marca. Com direção de Marcelo Kestenbaum, nesta temporada, o programa traz mais novidades. A primeira delas, é que pela primeira vez no BBQ Brasil, o programa inicia com 7 participantes mulheres e 7 participantes homens. E já no primeiro episódio a competição esquenta com a disputa de 4 churrasqueiros para apenas duas vagas que ainda estão disponíveis. “Além de bons churrasqueiros, os participantes terão de ser bons jogadores”, revela o diretor Marcelo Kestenbaum. Isso por que as provas estão mais difíceis e competitivas. Dentre elas, provas diferentes, como assar a carne dentro de um carro, em cima de uma bicicleta, dentro da piscina e até com apenas uma mão. “Todos os concorrentes têm uma personalidade diferente, muito marcante e durante essas provas a competitividade fica mais aflorada e o conflito mais aguçado”, diz Kestenbaum.

 

Outra novidade é a volta do jurado Carlos Bertolazzi. Desde a primeira temporada, o chef de cozinha acompanha o mundo do churrasco e hoje é uma de suas especialidades. “Estou muito feliz em voltar, afinal saí do BBQ, mas o BBQ nunca saiu de mim.”  O jurado reforça que nesta temporada não basta apenas ser um bom churrasqueiro: “Nessa temporada, além da técnica, os participantes terão que mostrar outras qualidades, como a capacidade para lidar com o inesperado, coordenação, além claro, muita criatividade”. O chef também comenta sobre sua parceira: “Dahoui é praticamente minha irmã. Somos amigos há mais de 20 anos e estar junto com ela é uma nova experiência pra gente e de muito aprendizado. Aprendemos a lidar com nossas diferenças, afinal, a pressão ali não é só nos participantes. Avaliar é algo muito difícil e pessoal e nem sempre estávamos de acordo”, encerrou.


Foto: Gabriel Cardoso/SBT

Nesta edição, Chris Flores continua no comando com uma exigente dupla de jurados, formada por Dahoui e, agora de volta à atração, Carlos Bertolazzi. “Essa temporada será mais dinâmica, com provas desafiadoras e com churrasco de mais alto nível e qualidade. Os participantes virão ainda mais preparados, pois nessa temporada o programa vai testar a força física e a capacidade que cada um tem de suportar a pressão psicológica, além, é claro, de muita técnica nas churrasqueiras”, revela a apresentadora Chris Flores, que também salientou a presença dos jurados. “Essa combinação do Bertolazzi com a Dahoui é perfeita. Primeiro porque os dois já são amigos há muitos anos e têm uma sintonia incrível. Isso faz com que eles se complementem, pois sabem muito bem das técnicas e obviamente são exigentes porque querem o melhor. São chefs conceituados e consagrados, que agregam um olhar feminino e um masculino, o que é muito importante. Ao mesmo tempo tem as particularidades de cada um e é muito divertido ver os dois juntos concordando e discordando também. Eles têm muita personalidade, isso faz com que causem alguns atritos ao longo da competição e isso para quem vai assistir, será muito divertido. Não é encenação, é real. Eles quando discordam, discordam para valer. Eles são muito gabaritados para poder julgar”, completa. Para o diretor Marcelo, “Bertolazzi é um chef que participa de um dos maiores eventos de churrasco do Brasil.  Já Dahoui entra com um completo muito técnico. Um é o equilíbrio do outro”, reflete sobre os julgadores.

 

Danielle Dahoui, pelo segundo ano consecutivo como jurada do “BBQ Brasil – Churrasco na Brasa”, comenta sobre a excelência dos participantes “o programa arrebentou na seleção, temos perfis muito bem representados ali. As novas provas fazem com que eles tenham muito jogo de cintura e coloquem para fora o guerreiro que existe dentro de cada um. Com certeza o telespectador vai se identificar a se sentir dentro do BBQ 3”, afirma. Salientou também que o alto nível dos participantes será destaque nesta temporada “o alto nível dos participantes traz para o programa muita técnica, adrenalina, diversão e lindas histórias de vida e superação”. Sobre seu parceiro Bertolazzi, afirma que a dupla deu liga “se preparem que essa dupla vai dar o que falar”, finaliza.

A temporada também será marcada por convidados especiais, como Matheus Ceará, Trio Parada Dura, Bruna Viola, Grupo Molejo, Mato Grosso & Mathias, entre outros. Além de darem seus palpites na preparação dos cortes das carnes, darão mais leveza à competição, que estará bem acirrada. Chefs renomados como, Daniel Lee, Eudes Assis, Alejandro Peyrou, Olivardo Saqui, Rene Aduab Jr. e Jeferson Finger serão convidados pelo programa e podem ajudar Dahoui e Bertolazzi na escolha do melhor churrasqueiro do Brasil.

 

Participantes:

André Vieira:

Bolla diz que o segredo do churrasco é trabalhar com o que você tem na mão. Se tiver um produto bom ao alcance, é muito fácil de fazer. “Vim para participar e ganhar o BBQ Brasil. Pode esperar que vocês vão ver quem é o Bolla”, completa o representante comercial.

Anna Beatriz:
Anna Bia, que mora em Campinas há um ano, largou o jornalismo para se dedicar à gastronomia. A estudante acha que o churrasco hipnotiza e o resultado positivo é o que faz ela querer sempre fazer mais. “Mulher manda bem no churrasco com certeza e quero participar do programa, pois quero mudar minha vida”, diz.

Cecília Thomaz:
Cecília é chef de cozinha há 19 anos, mas desde 2015 se apaixonou pelo churrasco e não largou mais esse movimento. “No churrasco encontrei algo rústico e muito fogo, coisa que não trabalho muito na cozinha convencional”, afirma. Com especialidade em bife ancho e fraldinha, promete ganhar o BBQ.

Cristina Araújo:
Cristina começou a fazer churrasco, pois não tinha ninguém que se habilitava e estava cansada de tanto comer carne ruim. Assim assumiu a grelha e descobriu uma verdadeira paixão. Hoje em dia é até contratada para fazer um belo churrasco. Para ela, o churrasco é muito mais que assar a carne, é estar com os amigos, é descontrair e dar risadas. Cristina gosta de trabalhar em grupo e está disposta a aprender. “Tem muita mulher na área, mas ainda é um tabu mulher fazer churrasco. Eu sou a cara do churrasco”, completa a contabilista.

Daniel Grand:
O churrasco faz parte da vida de Daniel desde que é formado e não conseguiu nenhum emprego em sua área. Após uma depressão, o churrasco apareceu como uma salvação e assim criou um amor por essa arte. Gosta de desafios na grelha, quer provar que consegue transformar uma carne de segunda em carne de primeira. Daniel não tem o apoio da família, mas vem ao BBQ para mostrar sua história. “Vou provar para mim mesmo e para o Brasil que é possível se dedicar ao que você quer. Vou levar competição para o programa”, diz o engenheiro.

Déa Martins:
Déa, também conhecida como Pretha, tem o sonho de viver do churrasco. Afirma que o churrasco lhe traz diversos prazeres, como a alegria de servir as pessoas e a satisfação de cada uma delas. Diz que o reconhecimento das filhas já é o suficiente. “Eu não faço um churrasco, eu faço amor. Certamente vou vencer”, dispara Pretha.

Fábio Alves:
Fábio gosta muito de churrasco pela confraternização que proporciona. Não gosta do churrasco tradicional e sim do rústico. O engenheiro é muito fã de Elvis Presley e afirma que o cantor gostava muito de churrasco americano. “Eu quero representar o churrasco rústico no BBQ Brasil, sou muito competitivo e entrei para vencer”, complementa.

Fernando Possenti:
Fernando é gaúcho e mora em Campinas desde criança. De família churrasqueira, diz que o churrasco está no sangue. Se diz mandão e afirma que não confia fácil nas pessoas para fazer alguns serviços. “O melhor churrasqueiro do Brasil sou eu. Trazer uma experiência mais completa para quem vai comer, isso pouca gente vai conseguir fazer e eu sei fazer”, afirma confiante.

Gabriela Gutierrez:
Gabriela veio direto da terra da linguiça. É a única mulher, dentre quatro irmãos. Afirma que homem quando vai ao churrasco exagera na bebida e acabando sobrando pra ela ir para a churrasqueira. Gabriela é uma pessoa determinada, pois já conseguiu emagrecer 30 quilos em 10 meses. “Esse meio é masculinizado e lugar de mulher é onde ela quiser”, completou a loira.

Juvenal Waldemar:
Juvenal vem de família humilde e trabalhadora. Mora no Brasil há 34 anos e já se considera brasileiro. É conhecido por sua forte personalidade e exigência. Quer mostrar o verdadeiro churrasco uruguaio e promete fazer qualquer carne que for pedida. “Sou competente, quero ganhar e preciso ganhar. Me aguardem, pois quem vai ganhar será o uruguaio”, finaliza.

Lisa Torrano:
Lisa é sommelier de cervejas artesanais e uma churrasqueira apaixonada. O churrasco veio através da influência da família, principalmente do pai e da avó. Era a principal atividade da família aos finais de semana. A empresária diz que fazer churrasco é muito bacana, pois você pode explorar limites, sabores e desafiar as pessoas experimentarem pratos diferentes. Lisa promete sair do óbvio e explorar carnes além da picanha. “Vou defender com unhas e dentes a posição da mulher churrasqueira”, afirma a empresária.

Luciene Aguiar:
Luciene morou na Argentina por 8 anos e se tornou especialista em churrasco desta região. A chef causa polêmica e diz que o melhor churrasco é o argentino. Ela diz que não gosta da mania dos brasileiros de não sentarem para degustar o churrasco. “Sou fascinada por carne e o programa será uma ótima escola para mim”, diz.

Roberto Hiroshi:
Roberto diz que o churrasco para ele é alegria. Faz churrasco há 2 anos, mas cozinha há mais de 7, quando começou a cozinhar para a família. Ao invés do sushi e sashimi, sua preferência é a carne. “Quero provar para mim mesmo que sou capaz. Sempre fui aquela pessoa que era a última a ser escolhida (nas brincadeiras, esporte)”, reflete.

Rômulo Germano:
Rômulo é natural de Governador Valadares, Minas Gerais, mas mora em SP há 6 anos. Começou a fazer churrasco ainda adolescente, hoje já é o churrasqueiro da turma. Fica bravo quando mexem na carne que vai preparar. Como veterinário, conhece cada parte dos animais e o churrasco em si. “Acho que chego até o final. Vou dar o sangue para chegar até lá”, enfatiza Rômulo.

 

BBQ Brasil
Sábado às 18h15