SBT - Sistema Brasileiro de Televisão

SOS Casamento

Blog

Ana Canosa Missão: transformar um amor pueril em amor maduro postado por Ana Canosa - 27/05/2011 Muitas pessoas têm me perguntando se os casais que participam do programa fingem as brigas e a reconciliação. Outros desacreditam da capacidade que esses mesmos casais, que se inscrevem voluntariamente no programa e passam por cada dinâmica sem saber o que vai lhes acontecer,  de resgatar um sentimento tão profundo como o amor. Pois eu, que atendo muitas pessoas e que na minha vida pessoal já enfrentei crises conjugais, respondo: sim, é possível brigar, odiar, pensar em separação e lá na frente resgatar o amor, após o entendimento do quanto temos participação no enfraquecimento dessa emoção. “O amor é um ato da vontade” diz a teologia moral. O amor, nasce na relação com o outro, é um sentimento que promove o bem-estar. Eu posso querer continuar amando o outro, por quem já me apaixonei, mesmo sentindo raiva, desde que haja vontade. O amor se constrói. Cabe a qualquer pessoa decidir qual é a sua vontade: deixar de amar ou investir em sua transformação.



Foi assim que chegaram a Renata e o Marcio, precisando transformar um amor pueril em amor maduro. Dois arquitetos que trabalham juntos e têm muitos problemas de comunicação. Trabalhar a maneira de conversar e negociar foi peça chave no processo deles, que estão o tempo todo se contrapondo um ao outro. Eles se provocam como crianças que querem chamar a atenção e mostrar como fazem isso foi o ponto principal da minha interação com os dois.  Terem um desafio de trabalho em conjunto ajudou-os a perceber como tentam manter uma posição individual de resolução de problemas o que dificulta as decisões que devem ser tomadas a dois. Durante o trabalho, tivemos muitos pontos de tensão e o Marcio que é muito espontâneo mostrou sua insatisfação claramente. A questão sexual foi conflitiva, mas ao final parece que entenderam as necessidades diferentes: ela precisava mais de carinho, calma e atenção; e ele mais sexo para sentir-se desejado. Uma equação bastante difícil, mas comum para as relações entre mulheres e  homens: manter  o amor erótico durante o casamento.

TwitterFacebookCompartilhe
15 comentários |
Nome:
Comentário:
E-mail:
 Concordo com os termos de uso. Você digitou 0 caracteres. Limite: 1000 caracteres.
    Mais comentários

    Conteúdo Relacionado

    Esquadrão do Amor
    Eliana
    Casos de Família
    Shopping SBT

    publicidade

    SOBRE O SBT

    GRUPO SILVIO SANTOS

    Fechar Barra