Com medo da aranha de Matilde, meninas dormem na sala
Com medo da aranha de Matilde, meninas dormem na sala capítulo 142 - ter - 28/1

Maria dorme na casa de Carol. No orfanato, os meninos espalham aranhas de brinquedo na sala para assustar as chiquititas. Enquanto isso, a aranha Brunilda continua andando pelo orfanato. Amanhece e Maria toma banho. Carol fica feliz em ajudar a pequena. Ernestina, que na verdade é Matilde, chega ao orfanato e estranha as chiquititas estarem dormindo na sala. Matilde percebe que Brunilda sumiu e vai atrás das chiquititas. Irritada, a zeladora chega na cozinha derrubando as cadeiras. Matilde exige que digam onde está Brunilda. Matilde vai até a diretoria e exige que Cintia proíba as crianças de entrarem em seu quarto por conta de Brunilda. Cintia diz que também tem pavor de aranha, mas Matilde grita que ela é inofensiva e que pode ser útil para o plano delas. Carmen abre a porta da diretoria e entra questionando que plano seria esse. As duas desconversam e dizem que estavam falando da obra do orfanato. Carmen anuncia que em breve um engenheiro consagrado irá ao orfanato avaliar as obras que Cintia está promovendo. Na casa de Carol, Maria troca de roupa e brinca com uma boneca de Dani que encontra, com cabelos bem vermelhos. Maria Cecília entrevista Francis (Homero Ligere) para a vaga de barista do Café Boutique. Ela testa o rapaz antes de contratá-lo. Carmen vê a aranha e exige explicações. Matilde consegue reverter a situação e ficar com Brunilda. Maria fica inseparável da boneca com cabelo vermelho. Carol quer ajudar a pequena a reencontrar a família e tenta ajudá-la ao máximo, embora a menina não tenha dito ainda nenhuma palavra.

SOBRE O SBT

GRUPO SILVIO SANTOS

Fechar Barra