SBT - Sistema Brasileiro de Televisão
Amor e Revolução

Conheça algumas das locações usadas na novela

Conheça algumas das locações usadas na novela - 05/Apr

Amor e Revolução tem início em 1964, com intenção de narrar a história de personagens a favor ou contra a ditadura. O propósito do autor Tiago Santiago é fazer uma leitura entre os anos de 1964 a 1971, período mais brutal da repressão.

Para narras estas histórias, a produção da trama utilizou diversas locações. Além das gravações em estúdios e na cidade cenográfica do CDT Anhanguera, Amor e Revolução tem gravações externas, com paisagens bucólicas e espaços históricos da cidade de São Paulo.

Um sítio localizado em Santana do Parnaíba, na região metropolitana da capital paulista; uma fazenda de café, em Itu, interior de São Paulo; o Educandário Dom Duarte, na zona oeste da cidade; o Palácio dos Cedros no bairro do Ipiranga; e as Ruas do Comércio e XV de Novembro e o Largo São Franscisco, no centro da capital paulista, foram alguns outros espaços escolhidos para compor a narrativa de época de Amor e Revolução.
   
Com uma mensagem clara a favor da justiça, da democracia e da paz, a nova novela de Tiago Santiago faz uma releitura sobre um triste período da história do Brasil. A luta pelos ideais, o amor e a arte são os principais temas de Amor e Revolução.

TwitterFacebookCompartilhe

conteúdo relacionado

publicidade

Seguidores